quinta-feira, maio 26, 2011

Regionalização e os Partidos: PPM- Partido Popular Monárquico

PPM- Partido Popular Monárquico
Presidente:
Paulo Estêvão
Concorre a todos os 22 círculos eleitorais


O PPM afirma-se como um partido pró-Regionalização. Aliás, numa coluna em destaque no sítio internet dos monárquicos, o PPM define-se como "partido de causas", que prontamente enumera: Democracia, Ecologia, Juventude e Monarquia, mas também Autonomia, Municipalismo e Regionalização. Ou seja, três causas muito caras a todos os regionalistas.

O PPM apresentou, inclusive, em 1982, a sua própria proposta de Regionalização do território português, da qual já demos conta neste blogue. Os seus eleitos, principalmente a nível local e regional têm tido algumas actividades no sentido de promover o debate sobre este tema.

Porém, o programa eleitoral do PPM não está disponível on-line, pelo que não é possível transcrever na íntegra as ideias defendidas pelos monárquicos.

Já a propósito do tema das hipotéticas reformas ao nível do mapa autárquico em Portugal, o PPM tem produzido algumas declarações sobre o tema. Após uma reunião com o Presidente da ANAFRE, Associação Nacional de Freguesias, Gonçalo da Câmara Pereira declarou:

«Estamos muito apreensivos. Com a eventual junção de freguesias perde-se a dinamização da participação cívica, passando o domínio a pertencer às grandes máquinas partidárias».

Este candidato do PPM classificou ainda a extinção de freguesias como um «assalto ao poder autárquico», dizendo ainda que o PPM é «o único partido municipalista», tendo elogiado os serviços que «as freguesias, sejam elas grande ou pequenas, prestam às suas comunidades».

O PPM não respondeu ao mail que enviei a todos os partidos e coligações concorrentes pedindo esclarecimentos sobre este tema.


João Marques Ribeiro


Etiquetas: , , ,