sexta-feira, novembro 02, 2012

Não fazem falta mais televisões regionais, faz falta a regionalização !

O diretor-geral do Porto Canal em declarações ao "Global News" falou do seu projeto para o canal portuense e voltou a defender a regionalização.

GN –  Portugal é um país pequeno mas, à semelhança do que se passa noutros países, fazem falta mais televisões regionais?

JM –  Não fazem falta mais televisões regionais, faz falta a regionalização.
Costumamos dizer que somos um país pequeno para regionalizar e dividir, mas depois parece que somos muito grandes para chegar a todos. Não é um país tão grande assim para que tudo esteja concentrado em Lisboa e não seja distribuído pelo resto.

Portanto, eu acho o que o mais importante é a regionalização. E a regionalização faz-se com boas instituições. Não só a nível camarário e económico-financeiro, mas a nível da televisão, do jornalismo, dos jornais e da rádio locais que vão ser a única forma que as regiões têm de se mostrarem ao país. 

Hoje há um dado curioso que é o seguinte: quando se faz uma televisão como o Porto Canal, que é feita no Porto, diz-se que é uma televisão local. As televisões que temos são feitas em Lisboa, com gente de Lisboa. Os convidados são sempre os mesmos, fazem todos parte da mesma esfera e estão lá todos. Aí já se diz que é uma televisão nacional.

Quando é fora de Lisboa, já é uma televisão regional. Lisboa vai ter as televisões que serão cada vez mais regionais, à medida que nas regiões crescerem outros órgãos de comunicação social que vão querer que as suas terras, aldeias, vilas, o café, a rua apareçam na televisão. É isso que eu acho que vai acontecer num futuro próximo e eu espero que o Porto Canal seja um bom exemplo para todos.
(...)

Etiquetas:

1 Opiniões

At quarta nov 07, 11:08:00 da manhã, Blogger Joaquim Silva said...

Este é o canal de tv com muita "coltura". É só porcaria de futebol do porto e entravistas(?) sem nexo nenhum. Acabei com este canal que cheira mal.

 

Enviar um comentário

<< Home