Pinto da Costa, a regionalização e os governantes: «Com estes artistas não acredito...»


 "Em termos de centralismo, hoje estamos pior do que em 1982", considerou o presidente do FC Porto.

 A regionalização tem sido um dos temas fortes para Pinto da Costa ao longo das últimas décadas e o presidente do FC Porto não acredita que isso possa ser concretizado nos dias que correm. "Com estes artistas não acredito que eles sintam a obrigação de cumprir a constituição", disse, num recado ao Governo através da Revista Dragões, divulgada hoje.

"Em termos de centralismo, hoje estamos pior do que em 1982", apontou. "A esperança é a última coisa que morre, mas com estes artistas não acredito que eles sintam a obrigação de cumprir a constituição. A minha esperança, pelo menos para os meus tempos, é muito ténue. Mas está na constituição! E todos falam nela, mas é para enganar o pagode, porque ninguém a quer e porque todos eles querem o centralismo em Lisboa. Estou convencido de que, se eles quisessem acabar até com Cascais, Oeiras e Barreiro, acabava tudo, era só Lisboa", disse Pinto da Costa.

"Apesar de estar na constituição, creio que não temos gente suficientemente cumpridora, para não dizer outra coisa, para levar isso para a frente. Vão continuar a enganar-nos com a descentralização, vão pôr uma secretaria de Estado em Bragança, em Vila Real, em Castelo Branco ou na Covilhã, ficam todos muito contentes e depois é como uma instituição do Estado que tem sede do Porto, mas não está lá ninguém, está tudo em Lisboa. Se quiser ir lá levantar um papel não tem, só se for papel para outras coisas. Com estes governantes não acredito, vão continuar a enganar-nos com a descentralização", prosseguiu.

Um "rio poluído"

O líder dos azuis e brancos admitiu ter sido convidado por partidos para "o único cargo político" a que admitiria candidatar-te, o de presidente da Câmara Municipal do Porto. Nunca o fez devido às dificuldades que isso lhe traria na gestão horária da vida do FC Porto. E deixou mais um recado ao universo político, concretamente a Rui Rio.

"Felizmente, tirando o período negro em que o rio estava poluído, temos tido ótimos presidentes de Câmara e cada vez mais me orgulho do Porto atual e, tenho a certeza, do Porto futuro", disse.

@Record

Comentários

Sandra disse…
Seria interessante se o Pinto da Costa tivesse sido Presidente da Câmara do Porto.